5 de outubro de 2022

Sentimento de renovação deu a Rafael votação maior do que a Wellington Dias em 2014 e 2018


Rafael Fonteles foi eleito governador do Estado do Piauí, ontem (02/10), com 1.115.139 votos, ou 57,17% do total. Uma quantidade bem maior do que os votos logrados pelo seu antecessor Wellington Dias em 2014 (1.053.342) e 2018 (966.469).


A eleição de Rafael Fonteles representa uma verdadeira renovação na política piauiense. Se levarmos em consideração que a densidade de votos de Wellington Dias caiu sensivelmente de 2018 para cá (962.194), percebemos que o Piauí ansiava por novidade.

Wellington deixa um grande legado como dirigente maior do estado. Universalizou os ensinos médio e superior, levando-os para todos os municípios além de tirá-los, quase todos, do isolamento ao construir estradas em todas as regiões do Piauí.

É inegável o respeito que o piauiense tem por Dias, mas Rafael inaugura um novo momento do PT e da política no estado. Jovem, com histórico de empresário de sucesso, dotado de uma inteligência reconhecida como acima da média e um líder nato.

Rafael demonstrou, durante toda a campanha, o seu ímpeto renovador ao se cercar de uma equipe tão jovem quanto ele. Seus amigos de escola, Chico Lucas e Marcelo Nolleto, eram os escudeiros inseparáveis.

O povo parece ter internalizado esta mensagem de renovação e demonstrou gratidão, dando a Rafael, uma votação maior do que deu ao próprio Wellington Dias nos três últimos pleitos.

Não há como negar que as esperanças do povo estão, agora, depositadas no jovem governador eleito Rafael Fonteles.

Fonte: 180 graus

Mais visitadas