27 de setembro de 2021

Vídeo: vereadora é suspeita de comprar votos de eleitora no Norte do Piauí

No dia das eleições (15/11/2020), a vereadora e então candidata à reeleição Adriana Luiza Passos Borges, foi pega, por meio de áudios/gravação do WhatsApp, negociando com uma eleitora a compra de cinco votos, que seriam dela e de membros da sua família, pelo valor de R$ 200,00 (duzentos reais).


Todo o ocorrido - compra de votos - foi apurado pelo Ministério Público Eleitoral nos autos no Procedimento Preparatório Eleitoral - PPE nº 04/2020 - SIMP 000152-200/2020.

Diante a comprovação inequívoca da prática de compra de votos por parte da Vereadora Adriana nas eleições de 2020, tramita na 053ª Zona Eleitoral de Cocal - PI a Representação Especial nº 0600288-26.2020.6.18.0053 movida pelo Ministério Público e a Ação de Investigação Judicial Eleitoral nº 0600289-11.2020.6.18.0053.

Em decisão proferida no dia 20/09/2021 o Juiz de Cocal decidiu por reunir os processos para julgamento em conjunto, sucessivamente, designou para 29/09/2021, às 09:00 horas, a realização de audiência de instrução em que serão ouvidas as testemunhas, bem como a eleitora envolvida na compra de voto.

As ações estão se encaminhando para um desfecho, caso confirmados os fatos apurados e diante as provas robustas de compras de votos, a Vereadora Adriana terá seu mandato CASSADO pela justiça eleitoral.

A reportagem tentou entrar em contato com a vereadora para falar sobre o caso, porém não a encontramos nos números de telefones fornecidos.

Escute os áudios:


Saibam mais clicando neste link: https://www.mppi.mp.br/internet/2020/12/mpe-ajuiza-representacao-contra-vereadora-do-municipio-de-cocal-por-captacao-ilicita-de-sufragio/

Fonte: 180 Graus.

Mais visitadas