12 de setembro de 2019

Prefeitura intensifica vacinação contra sarampo em Luís Correia

Por meio da Secretaria Municipal de Saúde, a prefeitura de Luís Correia vem intensificando as ações de vacinação na cidade. As doses estão sendo oferecidas gratuitamente pelo SUS e disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município. A aplicação da "tríplice viral" previne o contágio por sarampo, caxumba e rubéola.

Prefeitura intensifica vacinação contra sarampo em Luís Correia 

Uma equipe liderada pelos coordenadores Rafael da Silva (Departamento de Imunização) e Catarina Rodrigues (Saúde da mulher) esteve na última segunda-feira (09/09) no prédio da prefeitura, aplicando as doses de imunização nos funcionários que ali desenvolvem suas atividades profissionais.

Catarina Rodrigues, coordenadora do programa Saúde da Mulher 
O coordenador de imunização do município, Rafael da Silva, esclarece, que: “É de suma importância a vacinação com a tríplice viral, pois doenças como sarampo, caxumba e rubéola são contagiosas e quase sempre levam o infectado a óbito".

Rafael da Silva, coordenador de imunização do município 
Prefeitura intensifica vacinação contra sarampo em Luís Correia 
Prefeitura intensifica vacinação contra sarampo em Luís Correia 

Vale ressaltar que nesse ano o Ministério da Saúde emitiu uma nota recomendando que as crianças entre 6 e 11 meses também fossem vacinadas. De acordo com Rafael da Silva, as dosagens ocorrerão também em crianças a partir de um ano de idade, sendo aplicada a segunda dose três meses depois. 

Prefeitura intensifica vacinação contra sarampo em Luís Correia 

De modo do geral, entre 1 até 29 anos e 11 meses de idade o usuário deve ter assegurado duas dosagens da vacina. De 30 a 49 anos o cliente precisa comprovar as dosagens, caso contrário serão revacinados com as duas doses. A partir dos 50 anos devem passar por avaliação médica e checagem risco benefício.

Prefeitura intensifica vacinação contra sarampo em Luís Correia 
“Peço que todas as mães, pais ou responsáveis levem seus filhos aos postos de saúde para efetuar a checagem da vacinação. Vale lembrar que o cliente deve antes da vacinação informar ao atendimento problemas com intolerância a lactose”, reiterou o coordenador de imunização do município.

Roderico Júnior, do Portal Luís Correia .com

Mais acessadas