29 de janeiro de 2019

Clube Parnaibano de Tiro (C.P.T.) e G.A.R. (Grupo de Atiradores Reservistas) promovem mais um curso de tiro real em Parnaíba



O Clube Parnaibano de Tiro (C.P.T.) promoveu, na manhã do último domingo (27), mais uma rodada de tiro real para os associados do G.A.R. (Grupo de Atiradores Reservistas). O curso tem por objetivo oferecer instruções de manuseio, montagem e desmontagem em primeiro escalão, complementado com efetivos disparos com armas de fogo, do tipo pistola calibre ponto 380 e revólver calibre 38. Os treinamentos ocorreram em duas etapas (teórica e prática) regidas pelo instrutor Luiz Henrique de Araújo Luzenta (Carioca), fundador do C.P.T..


Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação.
Luiz Henrique Carioca, do Clube Parnaibano de Tiro. (Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação).
Na primeira etapa, o grupo de veteranos recebeu instruções a respeito dos tipos de armas, noções básicas da legislação atualizada, sobre os pré-requisitos para a posse e ao porte de armas, sobre os tipos e modelos, categorias e permissões e ainda a respeito do funcionamento e operacionalidade dos armamentos.

(Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação).

(Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação).
No treino prático, os vinte integrantes efetuaram individualmente a montagem e a desmontagem de pistolas em primeiro escalão, e receberam treinamentos sobre as noções básicas de disparos: incluindo mira, tipos de visadas, engatilhadas e posturas.

(Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação).

Sargento Ludgard Júnior e um dos veteranos. (Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação).
Com o apoio do Sargento Ludgard Júnior a parte teórica foi lecionada nas acomodações do TG 10-012, localizado na Avenida São Sebastião, no município de Parnaíba - Piauí. Em segundo momento, no que concerne ao treinamento prático, as atividades foram direcionadas à própria sede do C.P.T., aonde cada atirador pôde efetuar vinte disparos com arma de fogo em alvo humanoide.


Luiz Henrique Carioca, C.P.T. - Clube Parnaibano de Tiro. (Arquivo pessoal). 

Luiz Henrique Carioca, C.P.T. - Clube Parnaibano de Tiro. (Arquivo pessoal). 

Luiz Henrique Carioca, C.P.T. - Clube Parnaibano de Tiro. (Arquivo pessoal). 

Vale ressaltar que este curso não habilita, de maneira nenhuma, o uso ou registro de arma de fogo por parte dos integrantes, como também não possui viés competitivo. Diante disso, todos os participantes receberam os parabéns por terem conseguido manter a média de acertos acima do esperado. Destaca-se a participação do sócio atirador A025 - Roderico Júnior, considerado por unanimidade com o melhor desempenho em acertos ao alvo da rodada em questão.

Atirador Roderico Júnior, do G.A.R. (Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação).

Alvo humanoide do atirador Roderico Júnior, do G.A.R. (Créditos: G.A.R - Grupo de Atiradores Reservistas / Divulgação).
No próximo domingo (3) os atiradores veteranos estarão mais uma vez reunidos. Desta vez em sua totalidade para a prática de tiro virtual "chumbinho". O treinamento será coordenado pelo instrutor Flávio Alves de Moura. A parceria entre o G.A.R. e o C.P.T., nessa instância, visa reunir os atiradores com o intuito de qualificá-los à formação do selecionado parnaibano escolhidos para disputar as competições nacionais de tiro esportivo nas categorias real e virtual.

Fonte: Ascom

Mais acessadas