28 de novembro de 2018

Brasil vai exportar material genético bovino e avícola para a Arábia Saudita


O Brasil está autorizado a exportar ovos férteis, pintos de um dia, embriões bovinos “in vivo”, embriões “in vitro” e sêmen bovino para a Arábia Saudita. Nessa segunda-feira (26), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu o comunicado das autoridades sauditas com a aprovação do Certificado Zoosanitário Internacional (CZI) elaborado pelo Departamento de Saúde Animal de material genético bovino e avícola do Brasil. 

Material genético 
Com a aceitação, a Arábia Saudita passa a integrar o grupo de cerca de 50 países das Américas, Oriente Médio, África, Europa e Ásia que importam regularmente material genético avícola do Brasil. 

As negociações começaram ainda no segundo semestre do ano passado junto ao Ministério de Meio Ambiente, Água e Agricultura saudita (MEWA). A Arábia Saudita é considerada um país estratégico para o Brasil. Só no ano passado, ela importou mais de US$ 2 bilhões em produtos do agronegócio brasileiro. 

Além de fortalecer o comércio brasileiro, o Ministério da Agricultura afirma que a abertura de novos mercados auxilia a diversificação da pauta e contribui para o alcance da meta de 10% de participação do Brasil no mercado mundial de produtos agropecuários.  

Fonte: Ministério da Agricultura  

Mais acessadas