23 de agosto de 2018

“População revoltada” saqueia viveiro onde meninos morreram em Araioses e oito são presos


Desde a última segunda-feira (20/08), os olhares de Araioses estão voltados para para o viveiro de peixes de Antônio Benício, onde duas crianças morreram eletrocutadas em uma cerca elétrica clandestina. Na tarde daquele dia, centenas de familiares e curiosos se reuniram na frente da casa de Antônio por conta da tragédia ocorrida com as crianças. Entretanto, o passar das horas revelou que entre essas pessoas também havia aquelas que, ao que parece, não estavam se importando muito com a morte de Francisco e Felipe e pareciam estar apenas aguardando uma oportunidade de pegar comida de graça.


Segundo as informações que o delegado de Polícia Civil de Araioses, Dr. Raphael Reis, repassou ao Panorama, aqueles que se aproveitaram da tragédia e usaram o caos como atenuante para cometer ilícitos já começaram a pagar o preço pelo peixe grátis: ainda ontem, oito pessoas foram presas por furto qualificado e levadas a Barreirinhas-MA. Cinco maiores e três menores de 18 anos. Presos maiores de 18 anos. 


16 motos, quatro bicicletas e apetrechos de pesca também foram apreendidos. Os mais de 60 quilos de peixes pescados no viveiro e posteriormente apreendidos foram distribuídos em uma comunidade carente de Barreirinhas, onde o procedimento está sendo lavrado.

Segundo o delegado, uma das principais consequências dessa atitude da “população revoltada” foi o comprometimento da operação policial montada para encontrar Antônio Benício e elucidar o caso, visto que tanto a PM de Araioses quanto os reforços solicitados da PM de Água Doce do Maranhão e da Força Tática de Chapadinha-MA tiveram que desviar o foco de seu objetivo para cuidar da propriedade do suspeito e garantir a segurança de todos no local. 

Fonte: Panorama de Araioses

Mais acessadas