28 de maio de 2018

UESPI e UFPI discutem lançamento de doutorado na área de História em parceria com UFRJ



As duas instituições públicas de ensino superior do Piauí, Universidade Estadual do Piauí (UESPI) e Universidade Federal do Piauí (UPFI),  serão receptoras do Doutorado Interinstitucional (Dinter) na área de História, proposto e coordenado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). As universidades já se articulam para lançar o edital nesse semestre, com previsão de 18 vagas. O programa será destinado a professores de ambas as instituições.



O coordenador do Dinter na UESPI, Profº Drº Marcelo de Sousa Neto, destaca que a proposta vem sendo discutida desde o ano passado. “Se iniciou do diálogo com a UFRJ, no sentido de qualificar os professores da UESPI e UFPI, que ainda não são qualificados a nível de doutorado, e nós recebemos total apoio”, destaca, acrescentando que “a proposta vem com o objetivo de fortalecer  a pós-graduação e a pesquisa nas duas universidades. As aulas obrigatórias vão acontecer em Teresina, com a previsão de estágio no Rio de Janeiro”. Segundo ele, o programa também conta com o apoio financeiro das duas universidades.

Os coordenadores do programa se reuniram para definir a data de lançamento do edital
Os coordenadores do programa se reuniram para definir a data de lançamento do edital

“Implantar um doutorado em história é de extrema relevância para o estado do Piauí. Tendo em vista que a UFRJ, o programa de História Social  é um programa já consolidado, com nota 6 na avaliação da CAPES(Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior)”, destaca o coordenador do Dinter na UFPI, Profº Drº Francisco de Assis de Sousa Nascimento. De acordo com ele, a ideia é que os professores do programa possam ministrar as aulas no Piauí, e contribuir para que as turmas formadas continuem suas atividades acadêmicas normalmente.

“Esse Dinter faz parte de um planejamento da Pós-graduação no Piauí, para que possamos contribuir para que a área de história cresça,  e possamos encaminhar novos projetos para melhorar também a nossa formação no estado”, ressalta Francisco do Nascimento.

A Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da UESPI, Bárbara Melo, assegura que a UESPI já tem o recurso necessário para a oferta do programa.

Fonte: UESPI

Mais acessadas