19 de novembro de 2019

Programa Bolsa Família Municipal é aprovado com melhorias sugeridas pelos vereadores Valdemir Silva (PT) e Zé Maria do Coqueiro (PSB)


O adiamento da votação do Programa Bolsa Família Municipal para depois do feriado prolongado deu condições aos vereadores de analisarem as diretrizes do projeto original, enviado pela gestão Kim do Caranguejo à Câmara de Luís Correia. O tempo concedido pelo presidente do legislativo Mirialdo Mota (PR) às análises dos legisladores serviu para que diversas alterações fossem produzidas no intuito de beneficiar ainda mais as famílias em situação financeira desfavoráveis do município.

Programa Bolsa Família Municipal é aprovado com melhorias sugeridas pelos vereadores Valdemir Silva (PT) e Zé Maria do Coqueiro (PSB)

Programa Bolsa Família Municipal é aprovado com melhorias sugeridas pelos vereadores Valdemir Silva (PT) e Zé Maria do Coqueiro (PSB)
O programa ganhou em sua face original quase uma dezena de inserções requeridas pelos vereadores Valdemir Silva (PT) e Zé Maria do Coqueiro (PSB). As alterações visaram a correção de alguns pontos não muito claros, assim como definições em conformidade com as leis, dando mais lucidez ao projeto e ainda segurança financeira no recebimento da verba pelos beneficiários, bem como maior viabilidade de pagamento aos cofres do município.

Programa Bolsa Família Municipal é aprovado com melhorias sugeridas pelos vereadores Valdemir Silva (PT) e Zé Maria do Coqueiro (PSB)
Programa Bolsa Família Municipal é aprovado com melhorias sugeridas pelos vereadores Valdemir Silva (PT) e Zé Maria do Coqueiro (PSB)

O adiamento fez com que Valdemir Silva (PT) e Zé Maria do Coqueiro (PSB) produzissem reunião com os profissionais da área de assistência social onde em conjunto promoveram debates, analises, e consequentemente os devidos aprimoramentos em nove pontos que favoreceram ainda mais as pessoas beneficiadas pelo programa. Estando aptos a ouvirem as vozes dos profissionais em questão, ambos vereadores em parceria com os supracitados conseguiram dar a devida solidez aos objetivos do Bolsa Família Municipal de Luís Correia. A sessão extraordinária aconteceu nessa segunda-feira (18/11).

Roderico Júnior, do Portal Luís Correia .com

18 de novembro de 2019

Marinha disponibiliza navio para reforçar equipes no Delta do Parnaíba


Após a detecção de novas porções de óleo na região do Delta do Rio Parnaíba, na divisa entre Maranhão e Piauí, um navio da Marinha passa, a partir deste domingo (17), a auxiliar as equipes na busca e no recolhimento dos resíduos lançados ao mar. A substância tornou a aparecer neste sábado (16), levando as autoridades a recomendar que os banhistas evitem o contato com a água.

Tartaruga morta pelo óleo que atinge o Delta do Parnaíba

Emissor de boletins diários, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) estima que o vazamento já tenha afetado dez estados, 115 municípios e 625 localidades. As manchas de óleo são observadas em 19 pontos do país. Os vestígios, quando o nível de contaminação é de até 10%, já totalizam 354 ocorrências. 

O Ibama também tem divulgado diariamente relatórios que mostram o impacto do vazamento na fauna. Ao todo, foram encontrados 140 animais oleados, ou seja, com o corpo coberto parcial ou integralmente por petróleo, dos quais 100 morreram.

Em nota, a Marinha destaca que, até o momento, contribuiu com a designação de 5.615 militares para a missão, além de ter disponibilizado 37 navios e 11 aeronaves. Na mensagem, informa ainda que compõem a equipe 5 mil militares do Exército, 74 servidores do Ibama, 55 do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), 3.873 da Defesa Civil e 440 funcionários da Petrobras.

"De acordo com o levantamento feito pelo Ibama, foram contabilizadas, aproximadamente, 4.500 toneladas de resíduos de óleo retirados das praias nordestinas, até o dia de hoje. A contagem desse material não inclui somente óleo, mas também é composta por areia, lonas, EPI [Equipamento de Proteção Individual] e outros materiais utilizados na coleta. O descarte é feito pelas secretarias de Meio Ambiente dos estados", acrescenta a nota, divulgada na noite de ontem.

Poluição

A poluição do litoral do Nordeste brasileiro por manchas de óleo foi constatada no início de setembro. Segundo a Polícia Federal (PF), uma embarcação grega é suspeita de ter causado o derramamento de óleo, que já atingiu mais de 250 praia. A embarcação grega teria atracado em 15 de julho na Venezuela, onde permaneceu por três dias, antes de seguir para Singapura, pela África do Sul.

As investigações permitiram identificar que a mancha inicial do óleo, cuja extensão ainda não foi calculada, se encontrava a 700 quilômetros da costa brasileira (em águas internacionais). Devido à  localização do volume original, especialistas que trabalham no caso acreditam que o derramamento deve ter ocorrido entre os dias 28 e 29 de julho. Conforme a Polícia Federal, ao utilizar técnicas de geociência, foi possível o reconhecimento do "único navio petroleiro que navegou pela área suspeita” naquela data.

Pela primeira vez, um vazamento de óleo registrado no Nordeste chegou até o litoral do Sudeste. O episódio foi confirmado também pela Marinha, no último dia 9.

A instituição esclareceu que foram encontrados e recolhidos pequenos fragmentos de óleo na praia de Guriri, no município de São Mateus, no Espírito Santo. As amostras da substância foram encaminhadas para o Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira, que confirmou ser o mesmo óleo encontrado no Nordeste.

Fonte: Agência Brasil

Alunos de nível médio de baixa renda podem estudar nos Estados Unidos


O Programa Oportunidades Acadêmicas, oferecido há 13 anos pelo EducationUSA, órgão oficial do governo norte-americano para a realização de cursos de graduação nos Estados Unidos, abre inscrições no próximo dia 19 para estudantes brasileiros do ensino médio que desejam estudar naquele país. As inscrições se encerrarão no dia 13 de janeiro de 2020.

Arquivo/Agência Brasil

O programa é exclusivo para estudantes de baixa renda, sem condições financeiras para ingressar em universidades americanas, mas que tenham desempenho em seus colégios acima da média e que apresentem um diferencial em relação aos demais alunos. A coordenadora e orientadora do Programa Oportunidades Acadêmicas, Simone Ferreira, informou hoje (16) à Agência Brasil que o programa procura alunos que não tenham condições financeiras para pagar pelo processo de candidatura, mas que apresentem perfil bastante competitivo. “São alunos que têm notas muito boas na escola, têm bom nível de inglês, estão envolvidos em atividades extracurriculares e mostram perfil de liderança em suas comunidades”.

Desde 2006, o programa seleciona alunos com esse perfil. Uma vez selecionados, eles têm todas as despesas relacionadas à candidatura pagas pelo programa, incluindo material de estudo para testes, visto, transporte (passagem aérea) para deslocamentos de cidades do interior para capitais onde há centros aplicadores de provas do programa no Brasil, acomodação para a realização das provas, alimentação, além de isenção de várias taxas referentes ao envio de documentos de aplicação, tradução de documentos acadêmicos e provas SAT/ACT, Subject Test, TOEFL/IELTS.

“Uma vez que entrem no programa, eles vão receber toda orientação para fazer uma candidatura sólida para as universidades americanas. O programa vai pagar por essa candidatura e apoia os estudantes selecionados por meio dos 41 centros orientadores que tem no Brasil”. Os alunos aprendem a fazer redações em inglês. “O programa trabalha com esses alunos para que façam uma ótima candidatura e para que as universidades deem uma bolsa 100% gratuita”. Nos 13 anos de existência, o Programa Oportunidades Acadêmicas já beneficiou mais de 300 estudantes brasileiros, embora nem todos tenham conseguido bolsa integral. O programa existe em mais de 50 países.

Oportunidades

O estudante interessado deve preencher um formulário online em inglês no site , e enviar documentos que comprovem seu bom desempenho acadêmico, além de outros relativos à condição financeira da família. Ao ser selecionado para ingressar no programa, o aluno recebe orientação. Em geral, as atividades começam em março e se estendem até janeiro do ano seguinte, que é o período de candidatura. O estudante recebe orientações em grupo e online. “A gente ensina ao aluno como fazer carta de recomendação para os professores, para a escola, tudo que a pessoa precisa fazer”. A candidatura é feita no final do ano. Simone Ferreira disse que em abril de 2020 sairão os resultados. Os aprovados começarão a estudar nos Estados Unidos em setembro do próximo ano, porque lá o período letivo vai de setembro a maio.

Uma vez aceito na universidade americana, o aluno passa para outra fase do programa, que envolve passagem para os Estados Unidos e outras despesas, como visto, por exemplo. As provas da candidatura são feitas no Brasil. “Os alunos são muito bons”, assegurou Simone. “Eu trabalho com o programa desde 2011 e ele é minha menina dos olhos. É muito bacana, é um prazer enorme”.

Os estudantes de baixa renda já graduados que quiserem fazer pós-graduação, mestrado ou doutorado nos Estados Unidos também são contemplados pelo programa. Para esses, as inscrições serão abertas até o final do ano. A data, contudo, ainda não foi definida. Os graduados passam pelo mesmo processo que os alunos do ensino médio. Têm que ter perfil empreendedor, ser motivados, estar envolvidos em atividades extracurriculares e terem um bom inglês. Segundo Simone, muitos dos estudantes aprendem inglês sozinhos, no ‘you tube’, em cursos gratuitos.

Giullia

Quando participava do projeto Jovens Embaixadores, promovido pela embaixada americana no Brasil, que leva anualmente estudantes da rede pública de baixa renda para intercâmbio nos Estados Unidos durante três semanas, Giullia Jaques Caldeira assistiu uma palestra sobre o Oportunidades Acadêmicas em Brasília, quando se preparava para a viagem junto com outros jovens, e resolveu se inscrever. “Vários jovens que estavam ali tinham interesse em estudar fora e planejavam se inscrever. Eu fiquei tão animada que decidi me inscrever também”. A solidariedade que experimentou entre os Jovens Embaixadores motivou Giullia a se candidatar ao programa, disse à Agência Brasil.

Giullia concluiu o ensino médio no ano passado, no Colégio Pedro II, em Duque de Caxias, Baixada Fluminense. Enquanto participava do intercâmbio, foi selecionada para gravar um vídeo no qual tinha que vender alguma coisa. “Decidi gravar um vídeo vendendo brigadeiros que é a coisa que eu mais sabia vender”. Em menos de duas semanas depois de regressar do intercâmbio, foi chamada para uma entrevista. “Eu fiquei o tempo todo em alerta, perto do telefone”.

Giullia se candidatou à bolsa em oito universidades americanas, mas suas preferidas são a Babson College (Massachusetts) e a Minerva Schools (São Francisco, Califórnia). Ela pretende cursar ciências políticas, com especialização nos direitos e estudos das mulheres e estudo da América Latina. Ela já fez as provas e espera receber o resultado dessas duas instituições até 15 de dezembro, com bolsa total.

A jovem está visitando alguns presídios localizados no Rio de Janeiro, como o Talavera Bruce, em Bangu, zona oeste da capital, para conhecer a realidade das mulheres e pesquisar sobre suas necessidades, visando devolver a autoestima das detentas.

Transformação

Graças ao Programa Oportunidades Acadêmicas, Giovani Rocha e Raniery Mendes tiveram suas vidas transformadas. Giovani Rocha vem de uma família de baixa renda, se tornou Jovem Embaixador pela Embaixada dos EUA no Brasil e alcançou o doutorado em ciências políticas na ‘University of Pennsylvania’, através do Oportunidades Acadêmicas. Atualmente, ele é consultor de políticas educacionais no Banco Mundial e na Fundação Lemann, em um projeto relacionado à diversidade, informou o ‘EducationUSA’ por meio de sua assessoria de imprensa.

Já Raniery Mendes é estudante da ‘Wake Forest University’, classe de 2022. Como Giullia, ele também foi aluno do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro e enfrentou dificuldades financeiras. Raniery participou de diversas feiras de ciências e eventos acadêmicos até ser aceito no Programa Oportunidades Acadêmicas. O auxílio financeiro que recebeu e a orientação ao longo de todo o processo de candidatura foram fundamentais para que atingisse seu objetivo. Por meio do programa, ele foi aceito na universidade americana com bolsa integral, para estudar relações internacionais e economia.

Fonte: Agência Brasil

Governo investe em ações para reforçar a oferta de água no Nordeste


Projeto de Integração do Rio São Francisco e outras obras que garantirão o abastecimento da população no Nordeste receberam apoio financeiro do Governo Federal. Neste mês de novembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) está destinando R$ 144 milhões para assegurar a execução dos serviços nos estados de Pernambuco (PE), Ceará (CE), Paraíba (PB) e Alagoas (AL). Em 2019, os investimentos da Pasta em projetos para reforçar a segurança hídrica já somam R$ 1,4 bilhão.

Foto: EBC
Os valores incluem os serviços nos Eixos Norte e Leste do Projeto São Francisco, a operação e manutenção do empreendimento, a recuperação de reservatórios estratégicos e outras obras para ampliar a oferta de água na região.

Neste mês, em Pernambuco, foram aplicados R$ 24,2 milhões no Ramal do Agreste, executado pelo Governo Federal. Hoje, o Ramal emprega 2,6 mil trabalhadores ao longo dos 70 quilômetros de extensão e possui 40% de execução física. Mais de R$ 436,7 milhões foram investidos em 2019.  As estruturas incluem ainda: 13 trechos de canais, cinco aquedutos e sifões, seis túneis, uma estação de bombeamento, uma adutora e duas barragens. As intervenções receberão, ao todo, R$ 1,1 bilhão em recursos federais para levar as águas do Eixo Leste do Projeto São Francisco a mais 2,2 milhões de pessoas em 68 municípios pernambucanos.

Ceará

O Cinturão das Águas do Ceará (CAC), principal estrutura que permitirá a entrega de água ao estado a partir do Eixo Norte do Projeto do São Francisco,recebeu cerca de R$ 25 milhões este mês. As obras são executadas pelo governo estadual com recursos da União. Atualmente está pactuada a construção do Trecho I, com extensão de 145,2 km e 64% dos serviços concluídos.

Já foram investidos, em 2019, R$ 52,2 milhões no CAC. Otrecho prioritário de quase 58 km que levará as águas do Eixo Norte à Bacia do Rio Jaguaribe já está pronto. A expectativa é que, no primeiro trimestre do próximo ano, a água esteja disponível no Reservatório Jati para o Cinturão das Águas do Ceará, beneficiando os municípios abastecidos pelo Rio Jaguaribe e a Região Metropolitana de Fortaleza -  cerca de 4,5 milhões de pessoas.

Alagoas

Já o Canal do Sertão Alagoano foi contemplado este mês com R$ 18,9 milhões e a soma de investimentos da União é superior a R$ 65,1 milhões em 2019. O empreendimento é um sistema adutor com captação no reservatório da usina hidrelétrica Moxotó, no Rio São Francisco, e vazão total de 32m³/s. Com início no município de Delmiro Gouveia, a estrutura segue até a cidade de Arapiraca e atenderá mais de um milhão de moradores em 42 municípios alagoanos.

Os serviços em execução abrangem 123,4 km (trechos I a IV), incluindo obras de eletrificação e comportas, além de outras etapas associadas ao projeto de interligação das Adutoras do Alto Sertão (PIAAS) e Bacia Leiteira. Cerca de 180 mil pessoas serão atendidas. Os Trechos I, II e III do Canal do Sertão Alagoano foram concluídos e abastecem 200 mil habitantes. O Trecho IV está com 78,7% de avanço físico.

Paraíba

O projeto Vertente Litorânea, na Paraíba, recebeu do MDR R$ 5,7 milhões nesta etapa de transferência. Os investimentos federais chegam a R$ 30,6 milhões em 2019. Esse sistema adutor vai integrar bacias litorâneas com as águas do Eixo Leste do Projeto São Francisco disponibilizadas no Rio Paraíba, após abastecer o reservatório Epitácio Pessoa, em Boqueirão (PB).

Hoje,o Lote 1 está com execução de 93,2% e o Lote 2 registra 56,3% de avanço físico. Quando concluídas, as obras irão beneficiar uma população de 630 mil habitantes, com abastecimento humano e água para irrigação e indústria.

Fonte: Governo do Brasil - Com informações do MDR.

Homem é preso em flagrante tentando arrombar trailer em Luís Correia


Por voltas das 04:00 de Hoje (18/11/2019), a equipe de serviço da CIPTUR foi acionada via 190, com a denúncia que um estabelecimento comercial (trailer) localizado na rodoviária de Luís Correia estava sendo danificado, a equipe de serviço ao chegar ao local encontrou o acusado, com ele foi encontrado um pedaço de madeira que estava sendo utilizado para danificar o estabelecimento.




Devido a resposta rápida da CIPTUR, o acusado não conseguiu subtrair nenhum objeto, em seguida foi conduzido para Central de Flagrante em Parnaíba para os procedimentos cabíveis.





Fonte: Informações da CIPTUR

14 de novembro de 2019

Confira o gabarito do Enem 2019

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publicou, na tarde de hoje (13), os gabaritos com as respostas do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, de 2019. O instituto disponibilizou também as versões digitais dos cadernos de prova.




Apesar da possibilidade de conferência do gabarito, as notas dos estudantes ainda serão reveladas. Elas serão calculadas usando uma metodologia chamada de “Teoria de Resposta ao Item” (TRI), que leva em consideração a média de acertos total em determinadas questões para calcular a probalidade de “chutes” em questões mais difíceis. O método, apelidado de “sistema antichute” cria um cálculo variável das notas. A previsão é que o resultado final seja divulgado em janeiro de 2020.

Confira o gabarito oficial:


Fonte: Agência Brasil

Mais acessadas