28 de fevereiro de 2020

Kim do Caranguejo e Felipe Sampaio convocam reunião com profissionais da saúde em Luís Correia


Com intuito de aprimorar a Saúde no município de Luís Correia, o prefeito Kim do Caranguejo convocou uma reunião com todos os enfermeiros da Atenção Básica de Saúde e do Hospital Municipal Nossa Senhora da Conceição. A reunião contou também com as presença do secretário municipal de Saúde, Dr. Felipe Sampaio, e com o diretor enfermeiro Rafael Silva.

Fotos: Sesa - Luís Correia
Em pauta trataram sobre os avanços que o município vem apresentando na Saúde, inclusive o destaque do Hospital Nossa Senhora da Conceição, que nos últimos anos passou a ser referência no litoral piauense. Em sua fala o prefeito Kim do Caranguejo enfatizou a qualidade nos atendimentos nos postos de saúde, solicitando aos enfermeiros continuem viabilizando e desburocratizando o sistema, presando assim pela qualidade dos serviços.

Kim do Caranguejo se propôs a ouvir as solicitações dos enfermeiros, procurando entender o perfil atual de cada posto do município. Diante do entendimento, o prefeito e o secretário se propuseram a tomar as providências necessárias em prol do melhoramento estratégico e maior viabilidade dos serviços como um todo. 


"Temos no município de Luís Correia os melhores e mais capacitados profissionais da área da Saúde. Profissionais que prezam pela qualidade do serviço e que vêm somando ainda mais. Diante disso, percebe-se notoriamente que o prefeito assim como as demais autoridades do município também possuem o interesse de prezar pela qualidade dos serviços, pois estão constantemente prepostos a disponibilizarem recursos para que isso aconteça", pontuou Rafael Silva, diretor enfermeiro de Atenção Básica de Saúde de em Luís Correia.

Roderico Júnior, do Portal Luís Correia.

27 de fevereiro de 2020

Colisão entre carro e caminhão deixa três mortos na BR-343

Três pessoas morreram no início da manhã desta quinta-feira (27) em acidente de trânsito na BR-343, KM 255,5, em Campo Maior, a 80 km de Teresina. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, um veículo modelo Astra colidiu frontalmente contra um caminhão baú. Com o impacto, três ocupantes do carro de passeio morreram no local e a passageira do caminhão ficou gravemente ferida.


Ainda segundo a PRF, o acidente aconteceu às 5h15 e o trecho da rodovia foi parcialmente interditado. Há óleo derramado em na pista e o trânsito no local flui em apenas uma das faixas. Os corpos das vítimas ficaram presos às ferragens e ainda não foram removidos. Equipes da PRF, Corpo de Bombeiros, Instituto de Medicina Legal (IML) e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estão no local neste momento.

O condutor do caminhão saiu ileso e a passageira foi socorrida pelo SAMU e levada ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT). A PRF segue em diligências para determinar as possíveis causas do acidente e identificar as vítimas. 

Com informações da PRF/PI

Campanha de vacinação contra gripe será antecipada no país

Por causa da confirmação do primeiro caso de coronavírus no país, o de um homem de São Paulo, o Ministério da Saúde decidiu antecipar a campanha de vacinação contra a gripe. Segundo o ministro Luiz Henrique Mandetta, a campanha prevista para abril terá início este ano no dia 23 de março. Para a campanha, serão disponibilizadas 75 milhões de doses.


Agência Brasil
“Antecipamos em 23 dias a data prevista original para essa campanha”, disse o ministro.

A campanha vai privilegiar gestantes, puérperas, crianças de até seis anos de idade, idosos e, possivelmente, acrescentou o ministro, outros grupos de pessoas que trabalham na área de segurança e população carcerária. “Este ano vamos fazer outros grupos que não os idosos. Devemos fazer [vacinação] nas forças de segurança, na população presidiária completa, nos agentes penitenciários. Devemos fazer a ampliação de segmentos para diminuir a circulação epidêmica”, falou o ministro.
Gripe x Coronavírus

A vacina contra a gripe não previne o coronavírus. Mas segundo o ministro, ela será importante para combater os demais vírus associados a outros tipos de gripes e diminuir a dificuldade dos profissionais de saúde na hora de identificar corretamente o tipo de vírus que está provocando os sintomas no paciente.

“A vacina [da gripe] dá cobertura e deixa o sistema imunológico 80% protegido contra essas cepas de Influenza e virais que estão circulando e são mais comuns que o coronavírus”, disse o ministro. “Para um profissional de saúde, quando um indivíduo tem um quadro gripal e informa que já foi vacinado [contra gripe], isso auxilia muito o raciocínio do profissional para pensar na possibilidade de outras viroses que não aquelas que são cobertas pela vacina. Ela [a vacina] é um instrumento importante porque diminui a espiral de epidemia desses outros vírus que podem eventualmente ocorrer e confundir a população”, destacou o ministro.
Coronavírus em São Paulo

Segundo balanço divulgado hoje (27), há 85 casos suspeitos de coronavírus em todo o estado de São Paulo. Quase todos esses casos, destacou Helena Sato, diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica, são de pessoas que estiveram no exterior. Duas delas não estiveram no exterior, mas tiveram contato com o homem de 61 anos, morador de São Paulo, que foi infectado com coronavírus. Todas elas estão em seus domicílios e passam bem.

O infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência do Covid-19 em São Paulo, disse que as pessoas com suspeita de coronavírus só devem buscar um centro de atenção primária caso apresentem problemas respiratórios, ou seja, dificuldade para respirar. Do contrário, caso os sintomas sejam apenas tosse e febre, o conselho é para que as pessoas permaneçam em casa, hidratando-se. “Paciente com tosse e febre, fique em casa para ser hidratado, com repouso e boa alimentação. Devem procurar os serviços de saúde aqueles que apresentarem algum desconforto respiratório”, falou ele.

O ministro reforçou que as pessoas com coronavírus no país só ficarão internadas no hospital caso estejam em situações graves ou com dificuldades respiratórias. Nos demais casos, permanecerão em isolamento em casa. “O indivíduo vai para o hospital quando está doente e precisa de cuidado hospitalar. Não se interna indivíduo no hospital porque ele está com síndrome gripal conversando, falando, se alimentando. A China iniciou dessa maneira [isolando pessoas dentro do hospital]. Teve que fazer aquele hospital, e isso foi uma medida equivocada que levou a um colapso do sistema hospitalar porque não se coloca pessoas com síndromes respiratórias leves dentro de um hospital. Fico imaginando as outras pessoas, com outras doenças, e que necessitam de leito hospitalar”, criticou. “O isolamento domiciliar tem eficácia tão alta quanto no hospital”, acrescentou o ministro.

Fonte: Agência Brasil

Último FPM do mês entra nesta sexta-feira, quase R$ 2,3 bilhões serão partilhados

Quase R$ 2,3 bilhões serão partilhados entre os 5.568 governos municipais, por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O valor do terceiro e último repasse do mês já considera o porcentual destinado ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Sem essa retenção, o decêndio chega ao montante de mais R$ 2,8 bilhões.


Os recursos entram nas contas das prefeituras nesta sexta-feira, 28 de fevereiro, e serão 11,76% maiores que as transferências feitas em 2019. Ao somar o repasse deste decêndio com os dois anteriores, o crescimento do Fundo sobe para 19%. Enquanto os Municípios receberam R$ 10,7 bilhões em fevereiro do ano passado, este ano, o mês alcança com R$ 12,8 bilhões em recursos destinados aos cofres municipais.

Conforme mostra levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), com base nos relatórios da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), entre os dias 11 a 20, a última transferência representa 30% do valor total repassado no mês. No entanto, a entidade mostra que o crescimento fica menos expressivo quando se aplica a inflação, respectivamente, 7,21% e 15,44%, em relação ao mesmo decêndio e ao mesmo mês de 2019.

Cautela
Apesar do crescimento do Fundo – indicativo de melhora do cenário econômico – o presidente da CNM, Glademir Aroldi reforça que os recursos ainda não são suficientes para atender as necessidades da população, lá na ponta, onde a vida realmente acontece. Ele aproveita para convocar os municipalistas a se unirem ao movimento para lutarem pela descentralização de recursos, principalmente este ano, em que a reforma tributária promete andar no Congresso Nacional.

“A participação dos Municípios no bolo tributário foi de 19%, em média, mas deveria ser de 23%, 24%, no mínimo, para fazer frente as atuais responsabilidades municipais”, explica o líder municipalista. Além da participação dos governos locais nos tributos ser pequena, a CNM explica ainda, no levantamento, que as localidades de coeficientes 0,6 ficarão com 19,81% do valor. Ao todo, 2.454 Municípios.

Já, Municípios de coeficientes 4,0 – considerados de grande porte – ficarão com 12,81% do que será transferido, o que soma R$ 367 milhões. Por ser, historicamente, o semestre de maiores transferências, a CNM pondera a sazonalidade do Fundo, e por ser último ano de mandato, recomenda planejamento e reestruturação dos compromissos financeiros das prefeituras para que seja possível o fechamento das contas.

“Entre julho e outubro, os repasses diminuem significativamente, com destaque para setembro e outubro”, alerta a publicação da entidade. Por fim, a entidade lembra ainda o desconto constitucional de 1% do Programa de Integração Social e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), além do investimento obrigatório 15% da verba repassada em saúde.

Confira aqui o levantamento completo do terceiro FPM de fevereiro.

Por Raquel Montalvão
Foto: USP/Imagens

24 de fevereiro de 2020

Leila Barros propõe identificar e corrigir brechas da Lei da Alienação Parental

Em seu discurso em Plenário nesta quinta-feira (20), a senadora Leila Barros (PSB-DF) defendeu correções na Lei de Alienação Parental — ela foi relatora do projeto de lei (PLS 498/2018) que revoga essa norma. O substitutivo que Leila apresentou ao texto foi aprovado na última terça-feira (18) na Comissão de Direitos Humanos (CDH). A proposta agora segue para deliberação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Créditos: Agência Senado
A senadora lembrou que a CPI dos Maus Tratos, onde o projeto teve origem, propôs a revogação integral da lei. Mas ela discorda dessa medida. O principal argumento pela revogação seria a possibilidade de a lei beneficiar os pais acusados de abuso sexual quando eles tentam desacreditar o cônjuge que os denunciou após a separação.
— Em vez de revogar a Lei de Alienação Parental na sua totalidade, propus identificar e corrigir as brechas que possibilitam o mau uso das medidas nela previstas. Também sugeri alterar e aumentar as responsabilidades dos magistrados em todas as fases do processo — declarou.
Conforme Leila explicou, seu substitutivo determina que, antes de tomar qualquer decisão, o juiz realize audiência com as partes desde o primeiro momento em que se iniciou o processo, com exceção dos casos em que haja indícios de violência contra a criança ou o adolescente.
A parlamentar também disse que reforçou o respeito ao direito do contraditório, a ampla defesa nos casos de pedido de ampliação de regime de convivência e a alteração ou a inversão de regime de guarda. Segundo ela, o texto aprovado na CDH garante que, quando houver denúncia de abuso ou violência, a criança será protegida do genitor denunciado.

Calamidade pública

Leila também lembrou do projeto de lei complementar (PLP 257/2019) de sua autoria que reserva recursos para situações de calamidade pública. Ela informou que a matéria está pronta para deliberação no Plenário do Senado e deverá ser pautada em breve.
O projeto permite que uma parcela dos recursos da reserva de contingência do Orçamento seja destinada à recuperação de danos como os provocados pelas fortes chuvas que atingiram Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo. Ela destacou que, se a proposta já estivesse em vigor, o governo teria imediata disponibilidade de recursos para enfrentar situações de calamidade em todo o país.
— O governo já tem a obrigação de garantir assistência às vítimas das calamidades. Apenas estamos permitindo uma maior celeridade para que os recursos sejam liberados e aplicados ao atendimento às vítimas — disse.

Fonte: Agência Senado

22 de fevereiro de 2020

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados

O prefeito de Luís Correia, Kim do Caranguejo, acompanhado pela secretária de Educação, Floriza Sales, deu posse a 11 novos servidores aprovados em concurso público para os cargos de professores da rede de ensino municipal. A ato oficial aconteceu na manhã da última sexta-feira (21), no Gabinete Municipal.

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 
Floriza Sales evidenciou a importância do reconhecimento que o prefeito Kim do Caranguejo vem tendo em prol do desenvolvimento do ensino oferecido pela prefeitura de Luís Correia. "É de muita valia o gestor reconhecer a importância da Educação, primando pela continuidade do processo de ensino aprendizagem do município" disse a secretária de Educação.

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 

Em Luís Correia, prefeito Kim do Caranguejo empossa novos concursados 
Roderico Júnior, do Portal Luís Correia.com

Mais acessadas