quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Terceirizados do Detran Piauí paralisam as atividades em protesto por salários atrasados


Sindicato dos Terceirizados informou que não há previsão de acabar o protesto até que haja um acordo. O Detran informou que fez o repasse as empresas e já notificou as mesmas para efetuarem o pagamento dos servidores.

Foto Ilustrativa
Trabalhadores terceirizados do Departamento de Trânsito do Piauí(Detran) paralisaram as atividades na manhã desta terça-feira (2), por conta dos salários atrasados, e fizeram um protesto na frente da Central do órgão, no bairro Redenção, Zona Sul de Teresina (veja vídeo acima). Segundo o sindicato, as equipes estão sem pagamento há pouco mais de dois meses.

A suspensão do trabalho está causando um déficit no atendimento e cerca de 60% dos servidores estão parados, o que corresponde a dois mil funcionários. O Sindicato também informou que não existe previsão da volta dos serviços até que haja um acordo.

“Nós não temos nenhuma previsão, porque o Detran diz que não tem dinheiro para pagar os terceirizados. Já faz mais de dois meses. Na Sesapi, por exemplo, eles estão sem receber há dois três meses. A tendência que tem é estender essa greve”, afirmou Luciano do Sindicato dos Terceirizados.

Além dos salários, os servidores alegam que o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e vale transporte também estão atrasados e as férias vencidas. Os serviços mais procurados como emissão de carteira, taxas, remissão de multas e documentos para veículos são os mais afetados.

O Detran-PI informou que fez o repasse as empresas e já notificou as mesmas para efetuarem o pagamento dos terceirizados. Por isso, não há motivos para paralisação. O Departamento espera que os terceirizados retomem as atividades nesta quarta-feita (3).

Fonte: José Marcelo/G1