segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Jovem é confundido e é assassinado com tiro na cabeça no Piauí


Um jovem identificado como Ronaldo Ribeiro Cardoso, de 20 anos, foi assassinado com dois tiros por homens em um veículo na região do bairro Torquato Neto, zona Sul de Teresina. De acordo com os agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, a vítima foi confundida com outra pessoa.


“Ele foi morto com um tiro no braço e outro na cabeça, o que mostra sinais de execução. Nós investigamos e foi constatado que ele foi confundido com outra pessoa que teria cometido um crime no dia anterior. Ficamos sabendo que houve um tiroteio na região do Torquato Neto e essas pessoas que andavam em um veículo de cor preta teriam indo vingar esse tiroteio. Houve uma abordagem e no que consta ele foi confundido com outra pessoa, mesmo um dos elementos falando que não era ele, ele foi executado”, afirmou o delegado Jarbas Lima.


Ainda de acordo com o delegado, Ronaldo Ribeiro não tinha nenhuma passagem pela polícia ou envolvimento com o crime.

“Inclusive quando os criminosos chegaram a irmã dele pensava que era um assalto. Disse que o veículo estava só passando nas redondezas, isso demonstra que ele estava atrás do alvo. Eles pensaram que a vítima que eles executaram teria participado dessa ação criminosa mas infelizmente não estava incluído, mesmo eles tendo ciência que confundiram o rapaz executaram ele friamente, um tiro pegou no braço de raspão e outro na cabeça na região do ouvido”, disse.

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa continua as investigações sobre o crime e pende que quem souber informações sobre os criminosos que foram vingar a ação do tiroteio ligar para a DHPP que será mantido o sigilo.

Fonte: Meio Norte

UESPI abre inscrições para programa de intercâmbio na Austrália

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI) juntamente ao Programa Endeavour de Liderança (ELP) está dando uma oportunidade para toda a comunidade acadêmica (graduandos, egressos, professores e técnicos) desenvolver suas pesquisas na Austrália. As inscrições estão abertas até o dia 15 de novembro, às 23:59 (horário de Camberra/Austrália).


O ELP é a mobilidade bidirecional do governo australiano para estudos, pesquisas e desenvolvimento profissional de curto e longo prazo com os países parceiros prioritários da Austrália. O programa apoia a primeira Estratégia Nacional para a Educação Internacional da Austrália 2025, que estabelece um plano de 10 anos para o desenvolvimento da Austrália como líder global em educação, treinamento e pesquisa, através de parcerias transformadoras e expansão da mobilidade de estudantes, educação e treinamento profissional e de pesquisa.

A UESPI realiza essa proposta com o intuito de fornecer uma mobilidade internacional ao pesquisador e expandir a perspectiva da pesquisa, além de realizar uma experiência global nos estudos do pesquisador.

Este programa financiará pesquisadores estrangeiros para desenvolverem parte de sua pesquisa na Austrália ou pesquisadores australianos para realizarem pesquisa nos em outros países listados no edital.

Modalidades de estudo ofertadas pelo programa.
Pós-graduação (longa duração): bolsas de até 64 mil reais para a realização de mestrado ou doutorado na Austrália, em período de 2 a 4 anos;
Pesquisa (curta duração): bolsas de até 79 mil reais por ano para a realização de mestrado, doutorado ou pós-doutorado sanduíche (parte no Brasil, parte na Austrália) de 4 a 6 meses;
Formação técnica ou profissionalizante: bolsas de até 17 mil reais por semestre para a realização de cursos vocacionais na Austrália, em período de 1 a 2,5 anos;
Formação executiva: bolsas de até 47 mil reais para a realização de cursos executivos na Austrália, em período de 1 a 4 meses.

Os interessados devem se inscrever no site do Programa.

Mais informações entrar em contato com a Coordenação de Relações Internacionais (CRI): (86) 3213-7441.

Fonte: UESPI

Adolescentes são flagrados com arma de fogo e moto adulterada

Uma guarnição da Polícia Militar, comandada pelo cabo José Maria, aprendeu uma arma de fogo com dois adolescentes por volta das 20h30 nesse último sábado (20/10), no conjunto Raul Bacelar, Bairro Planalto Montserrat, em Parnaíba. Eles estavam em uma moto Honda/Pop, de cor vermelha, placa PIP 3944 Parnaíba (PI), que estava com o número nove adulterado.


Os policiais conseguiram interceptar a dupla e apreenderam uma garrucha Lerap sem munições. Os adolescentes foram conduzidos para a Central de Flagrantes acusados de crime de adulteração de sinal de veículo automotor e posse ilegal de arma de fogo. Os acusados têm endereço na localidade “Cidade sem Deus”, Bairro Santa Luzia.

Fonte: Portal Costa Norte

Operação da PRF no feriadão registra 9 acidentes com 31 feridos e duas mortes


A Polícia Rodoviária Federal (PRF-PI) divulgou na manhã desta segunda-feira (22/10) o resultado da Operação Dia do Piauí que teve início na sexta-feira (19) e encerrou neste domingo (21). Nove acidentes resultaram em 31 feridos e duas mortes nas rodovias federais que cortam o Piauí.


Os acidentes com vítimas fatais foram registrados em Cristino Castro, Sul do Piauí, onde uma picape saiu da pista. Uma pessoa morreu e quatro ficaram feridas. A outra morte ocorreu em Teresina, na BR-316, em colisão frontal envolvendo um ônibus que seguia de Teresina para Regeneração e um ciclista.

Com relação às ocorrências com feridos, destaque para o acidente com um ônibus escolar na cidade de Brasileira, que deixou um saldo de 22 pessoas feridas, a maioria crianças.

Durante a operação Dia do Piauí, ocorreu a OTETRANS - Operação Temática de Trânsito, da qual participaram, além da PRF com policiais especialistas no tema, oriundos de cinco estados, a Polícia Militar e agentes da Strans.

Fonte: Com informações do Nucom/PRF-PI

domingo, 21 de outubro de 2018

Motociclista embriagado e sem CNH provoca acidente com lesão corporal em duas vítimas em Parnaíba


João Paulo da Silva Lima, 28 anos, natural de Buriti dos Lopes-PI, foi preso e levado à central de flagrantes nesta noite de sábado (20/10/2018), após colidir sua moto contra duas pessoas numa bicicleta, acidente ocorrido por volta das 19hs na Rua Oswaldo Cruz, no bairro Planalto, em Parnaíba.


As vítimas identificadas como Francimar Silva e Maria do Livramento, sofreram lesões corporais neste acidente.

O piloto da moto não apresentou CNH e o licenciamento do veículo atrasado. Foi submetido ao teste de alcoolemia dando 1.08 MG/L. 

A motocicleta de placa OEB 0262,125cc foi apreendida e levada ao pátio do Detran.

O delegado Rodrigo Mello o autuou nos ARTS. 303 e 309 do CTB. 

Fonte: Portal do Catita

Pesquisa CNT revela que 60,9% das estradas no Piauí apresentam problemas


A 22ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias, divulgada pela Confederação Nacional de Transporte (CNT) revela que 60,9% das estradas do Piauí é regular, ruim e péssima. 39,1% foi classificada como ótima e boa. A malha pavimentada brasileira continua em condições insatisfatórias, ainda que tenha apresentado uma pequena melhora entre 2017 e 2018.




De acordo com o relatório da CNT, apenas 161 quilômetros no Piauí estão em ótimas condições, o que corresponde a 4,7% do total; 1.165 quilômetros são considerados bons ou 34,4% do total; em situação regular estão 1.426 quilômetros, 42,1% do total; ruins 544 quilômetros ou 16% da malha e em péssimas condições 94 quilômetros ou 2,8% do total.

Os dados apontam ainda que os 161 quilômetros avaliados como ótimos são de rodovias federais. A avaliação dos 1.165 quilômetros considerados bons também fazem parte de malha federal. As rodovias estaduais só aparecem nas avaliações de regular, ruim e péssimo.

A malha rodoviária no Piauí possui uma extensão de 3.390 quilômetros, sendo 2.892 de malha federal e 498 de malha estadual.

A Pesquisa CNT de Rodovias também revela que as condições da geometria da via preocupam, pois 75,7% da extensão avaliada foi classificada como regular, ruim ou péssima. A situação do pavimento também é deficiente em 50,9% da extensão total avaliada. 

Outro número que aparece em destaque no estudo é o aumento de pontos críticos, que passaram de 363 para 454 casos. Esses pontos podem ser classificados como situações graves que ocorrem na via e podem trazer riscos à segurança dos usuários, além de custos adicionais de operação, devido à possibilidade de dano severo aos veículos, aumento do tempo de viagem ou elevação da despesa com combustível. Entre os principais identificados pela CNT estão quedas de barreiras, pontes caídas, erosões nas pistas e trechos com buracos grandes. 

Fonte: Com informações da CNT

Mestrado Acadêmico em Química: inscrições encerram dia 26 de outubro

A Universidade Estadual do Piauí (UESPI), através da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROP) e da Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Química (PPGQ), informa que o prazo para as inscrições do Mestrado Acadêmico em Química da UESPI encerram no dia 26 de outubro de 2018.




As 12 vagas são destinadas a pessoas com formação superior em Química e áreas afins (Química Industrial, Engenharia Química, Física, Ciências Biológicas, Farmácia, Engenharia Ambiental, Engenharia de Alimentos e outras áreas afins). Quanto ao processo seletivo, será realizado em três etapas: prova escrita, análise de currículo e entrevista.

Os interessados devem encaminhar-se ao campus Poeta Torquato Neto, e realizar a sua inscrição na secretaria de Pós-Graduação em Química, situada no Núcleo de Pós-graduação (NPG), no horário de 08:00 às 12 e de 13:30 às 17:00. O resultado final será divulgado até dia 17 de dezembro.

Somente poderão candidatar-se às vagas previstas no Edital Mestrado em Química 2018 os participantes que no ato da inscrição apresentarem cópias autenticadas dos seguintes documentos:

1) Diploma de graduação;

2) CPF, RG, Título de Eleitor, Currículo Lattes (atualizado e comprovado);

3) Comprovante de quitação com a justiça eleitoral;

4)Foto 3×4, recente;

5) Formulário de inscrição devidamente preenchido.

Confira:



Fonte: UESPI

Bolsonaro prepara ‘pacotão’ de medidas e vai conversar com o Congresso

O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), disse que, se eleito, as propostas de governo só serão encaminhadas ao Congresso Nacional, depois de conversas com senadores e deputados federais. De acordo com ele, pretende apresentar uma série de medidas que devem ser negociadas com os parlamentares.

Jair Bolsonaro, fala à imprensa. - Tânia Rêgo/Agência Brasil
“Não vamos apresentar nada sem conversar com os parlamentares. Para ter certeza que essas reformas serão aprovadas de forma racional pelo Parlamento.”

A afirmação foi dada durante entrevista exclusiva à TV Band e veiculada nas redes sociais do candidato neste domingo (21). Ele reiterou que não pretende participar de debates, como vem cobrando seu adversário Fernando Haddad (PT).

O candidato do PSL rebateu as acusações de envolvimento no esquema supostamente financiado por empresários para disseminar fake news anti-PT. Segundo ele, sua campanha é feita por simpatizantes e ele, pessoalmente, não tem amizade com empresários. “São milhões e milhões de pessoas que trabalham pela minha candidatura. São robôs do bem.”

Pacotão

Segundo Bolsonaro, na relação do “pacotão de medidas” estão propostas que se referem à segurança jurídica para o campo. “Não pode o fazendeiro hoje ouvir uma notícia que a terra dele vai ser demarcada.” Ele disse que o setor produtivo precisa ter garantias quando houver demarcação de terras ou reintegração de posse de terras.

Também examina a possibilidade de tipificar como "terrorismo" eventuais ocupações do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). “Nós vivemos em paz e harmonia. Invasão de terra não pode continuar acontecendo no Brasil.”

O candidato reiterou os nomes que devem compor seu futuro ministério: o general Augusto Heleno para Defesa, o deputado federal Onix Lorenzoni (DEM-RS) para Casa Civil, o astronauta Marcos Pontes para Ciência e Tecnologia, e Paulo Guedes para Economia. Ele confirmou que pretende unir os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente.

Segurança

O candidato negou que pretenda atenuar punições para militares que matam em serviço. Mas confirmou que vai se empenhar para mudar a legislação atual, de acordo com as circunstâncias específicas. Ele disse que hoje há uma guerra devido à violência e que é impossível negar essa avaliação.

“Estamos em guerra, ninguém nega isso, e se estamos em guerra devemos nos comportar como soldados em combate. O militar entrando em operação, o lado do inimigo, aqueles que portam arma de guerra, caso venham a ser abatidos, o nosso soldado deve ser condecorado e não processado”, disse. “Não quero dar carta branca para as Forças Armadas nem de segurança de matar”

Bolsonaro confirmou que pretende buscar amparo jurídico para colocar as Forças Armadas no patrulhamento de rotina nas cidades. Segundo ele, a negociação deverá ser feita entre o Ministério da Defesa e o governador do estado onde está localizada a cidade que precisa de segurança federal.

Fonte: Agência Brasil